Como representar as atividades de aprendizagem…apresentando o CompendiumLD

Semana passada estava estudando sobre Learning Design e encontrei um material interessante da profa. Graine Conole (@gconole) sobre “The Role of Mediating Artefacts in Learning Design” ou o papel dos artefatos de mediação no design da aprendizagem.

Conole (2008) destaca a diferença entre os conceitos de atividades de aprendizagem (learning activities) e design da aprendizagem (learning design).

As atividades de aprendizagem referem-se às tarefas que devem ser realizadas pelos estudantes, a fim de atingir os objetivos educacionais, como por exemplo, a elaboração de um relatório, a participação em um debate, entre outras. Por outro lado, o design da aprendizagem consiste no conjunto de atividades associadas na elaboração/proposição de atividades de aprendizagem.

Conforme Conole (2008), o design da aprendizagem destaca-se de forma mais efetiva há poucos anos, quando os pesquisadores e desenvolvedores começaram a alterar o foco de estudos, antes enfatizando a criação de conteúdo (objetos de aprendizagem), para atividades de aprendizagem.

Um aspecto importante do design da aprendizagem é o processo de descrever a essência da atividade de aprendizagem. Entretanto, como podemos capturar e representar a prática?

As atividades de aprendizagem (LA) podem ser codificadas em diferentes formas de representação. Para Conole (2008), estas formas de representação são conhecidas como “artefatos de mediação”.

Esses “artefatos de mediação” podem ser ferramentas ou conceitos. A mesma atividade de aprendizagem pode ser representada de diferentes formas: estudo de caso (texto), linguagem formal (especificação), representação visual, taxonomia, entre outras.

Uma ferramenta interessante é o CompendiumLD (http://compendiumld.open.ac.uk/). A figura mostra o detalhamento de uma atividade usando a ferramenta.

Exemplo de atividade no CompendiumLD

Anúncios